segunda-feira, 23 de outubro de 2017


Publicado em: 

Projeto de cinema da EMEF Almirante Tamandaré cria curtas de animação

Alunos do terceiro ao sétimo ano produziram filmes utilizando técnicas de stop motion

ijcinema740x430.jpg
Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Almirante Tamandaré

Os alunos do Projeto de Cinema de Animação da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Almirante Tamandaré, da Diretoria Regional de Educação Jaçanã/Tremembé (DRE J/T), finalizaram os curtas que começaram a produzir em março deste ano sob orientação da professora Ludmilla Mignaco. 

Utilizando técnicas de stop motion, os alunos dos terceiros e quartos anos criaram diferentes cenários e produziram o primeiro curta de animação, chamado “Super Banana – O filme”.

A animação conta a história de uma metrópole que é invadida pelo vilão Darth Vader (isso mesmo, aquele do filmeStars Wars!). Depois de causar o caos na cidade, heróis como Homem Aranha, Buzz Lightyear, Super Mario e seu irmão Luigi tentam derrotá-lo, mas o grande vilão vestido de preto ganha todas as lutas facilmente. Entretanto, ao caminhar pelas ruas aterrorizando as pessoas, um rapaz tem a ideia de jogar uma banana. O vilão cai, bate a cabeça e morre. Pronto, o todo poderoso é vencido por uma inocente banana! 

Já os alunos do quinto ao sétimo ano produziram a primeira parte do conto de terror “O Pescador – Histórias Fantásticas do Tamandaré”. Também utilizando técnicas de stop motion, os alunos criaram uma história para lá de assustadora. No conto, o menino Rodrigo vai pescar com seu avô em um domingo ensolarado, dia 31 de outubro. Coisas misteriosas começam a acontecer. O rádio liga sozinho, começa a chover com raios por todos os lados e pessoas gritam das aldeias dos pescadores. O avô recorda uma história do século 19 sobre um pescador que foi visitar o túmulo da esposa e nunca mais voltou. Com o temporal, o menino perde o equilíbrio, bate a cabeça e sonha estar dentro de um cemitério no ano de 1841. A segunda parte da história é uma encenação teatral baseada na obra O Fantasma da Ópera, que será apresentada na semana do Halloween

“Nas duas histórias de animação os alunos aprenderam a importância dos efeitos sonoros, das músicas e dos movimentos minuciosos que a técnica de stop motion exige. Criatividade, atenção e paciência são requisitos essenciais para conseguir trabalhar com essa técnica. Lembrando que para cada minuto de filme, são aproximadamente quinhentas fotos tiradas. No caso do “Super Banana” foram quase três mil fotos, totalizando quatro minutos de filme. Neste segundo ano de Projeto, os alunos desenvolveram melhor a percepção dos movimentos de cada objeto em cena, do cenário, dos figurinos e da iluminação também”, explicou a professora.

Veja as produções dos alunos: 


Um comentário:

  1. Parabéns professora Ludmila! Muito lindo o trabalho de animação feito pelos terceiros e quartos anos e penso na sua mega dedicação e comprometimento para que o produto final surgisse com essa qualidade admirável. Gostei muito.

    ResponderExcluir